Conecte com a gente

🗞 Eduardo Jenisch

As veias abertas da América Latina

Neste mundo onde a desigualdade social é abismal, e boa parte dos oprimidos defende os opressores, é impensável pensar que um dia teremos a nossa bela e amada América Latina unida, forte, autônoma, que não dependa do imperialismo estadunidense para sobreviver. O nosso continente tem o povo trabalhador, as riquezas naturais, o poderio econômico e a cultura única para nos tornarmos, caso sejamos unidos, a potência financeira, social e humanista, onde todos os cerca de 600 milhões de habitantes vivam com dignidade e sem nenhum tipo de preconceito.

Era o sonho de Ernesto para a América Latina, que fora desnudada anos depois por Eduardo Galeano, no genial “As veias abertas da América Latina”, que mostra como, no capitalismo, os países pobres são explorados para garantir o bem estar dos países ricos. E o nosso continente, com potencial para ser o protagonista da própria história, se mostra explorado pelos Estados Unidos e Europa. Eduardo Galeano explora a trajetória de sangue, suor, lágrimas, exploração e glórias do povo latino.

Se é utópico pensarmos na união de todos os países latinos, que nesta fase de oitavas de final da Copa do Mundo, comecemos a nos unir através do futebol. E que Tite, Osório, Sampaoli, Tabárez e Pékerman aproveitem este momento de grande visibilidade, para misturar sim esporte e política, e pregar em alto e bom som a união da América Latina. Não precisa ser nada rebuscado, o meu maior sonho neste Mundial é que os representantes dos países preguem a união do continente, para quem sabe assim, a esmagadora maioria dos milhões de latinos que estejam assistindo se deem conta que é o único caminho para podermos dar certo como irmãos e irmãs que somos.

Falando de campo e bola, seguem meus palpites para as partidas envolvendo os latinos nas oitavas de final da Copa do Mundo. Palpites feitos com 30% de razão e 70% de coração.

França vs Argentina

Com Maradona nas tribunas, Lionel Messi fará o gol mais lindo de todos os tempos, superando o de Diego contra a Inglaterra. 1-0, magro e glorioso para os argentinos.

Portugal vs Uruguai

Se Messi brilhou, Cristiano Ronaldo será colocado no bolso de Godín e Suárez, não com os dentes, mas com a cabeça, selará a classificação celeste. 1-0 copero y peleador para o país de Pepe Mujica, que será entrevistado por Maradona para falar das glórias alcançadas pelos latinos neste sábado.

Brasil x México

No confronto entre dois latinos, passa a seleção pentacampeã mundial. 1-0, gol de Neymar. Nada muito poético, a poesia canarinho virá mais além diante dos europeus.

Colômbia vs Inglaterra

O talento latino colocará os inventores do futebol na roda. 2-0, fora o baile, orquestrado pelo cerebral e arisco meio campo colombiano.

Se o continente está muito longe de realizar o meu sonho de união como sociedade, que nos brinde com alegrias futebolísticas nestes dias que virão.

Qual a sua opinião?

Mais em 🗞 Eduardo Jenisch