Conecte com a gente

🇲🇨 Inter

Em jogo de defesas sólidas, Inter empata com o Palmeiras em 0 a 0

Resultado ainda deixou a equipe colorada na vice-liderança, mas diferença para o São Paulo subiu para três pontos

Foto: Ricardo Duarte, Sport Club Internacional

O Beira-Rio viu novamente um público superior a 40 mil pessoas na ensolarada tarde deste domingo (26), onde o Inter recebeu o Palmeiras. Se a expectativa pela estreia de Guerrero acabou não se confirmando, o novo fardamento foi visto em ação pela primeira vez. Porém, o que não foi visto foram gols. Com atuações defensivas fortes, o placar não saiu do 0 a 0.

Apesar de todo o apoio vindo das arquibancadas, a primeira chegada de mais perigo foi do Palmeiras. Jean tentou emendar de primeira o cruzamento de Victor Luís, mas mandou para fora. Pouco depois, mais uma chegada paulista com Jean, que finalizou na rede pelo lado de fora após grande jogada de Hyoran em cima de Zeca.

O começo de alta intensidade do Palmeiras arrefeceu o time colorado, que encontrou dificuldades para dar ritmo às suas jogadas. O Inter tentava reter a posse, mas pouco conseguia fazer quando tinha a bola no pé. Aos 18, Rossi fez boa jogada na linha de fundo e recebeu falta. Poderia ser a primeira chance clara para o lado vermelho, mas a zaga palmeirense afastou o levantamento de Nico López.

O lado direito da defesa colorada foi o caminho escolhido por Felipão para tentar chegar ao gol. Aos 23, o Palmeiras fez nova investida no setor. Deyverson recebeu com liberdade dentro da área, mas concluiu à direita de Marcelo Lomba. 10 minutos mais tarde, Deyverson apareceu novamente na área do Inter para assustar. O atacante se jogou na bola para tentar alcançá-la após cruzamento rasteiro. O chute raspou a trave. Na reta final do primeiro tempo, o Inter começou a figurar mais no campo palestrino. A primeira chance de maior risco do lado colorado veio aos 43, em chute de Nico López que obrigou Weverton a usar seus reflexos.

No começo do segundo tempo, troca de uniformes. Para melhorar o contraste em campo, o Palmeiras voltou dos vestiários com camisas e bermudas brancas. Além do uniforme, os paulistas entraram com Diego Barbosa na vaga de Victor Luís na lateral-esquerda.

Aos 05 minutos, Moledo se envolveu em confusão com Thiago Santos e recebeu cartão amarelo. Foi o terceiro do defensor, que ficará de fora do confronto contra o Cruzeiro.  Ao contrário do que se viu nos 45 minutos iniciais, o Inter subiu a marcação e reduziu os espaços do Palmeiras. Apesar disso, ainda eram poucas as chances de gol.

Aos 17, Odair promoveu a entrada de Camilo na vaga de Rossi, para tentar melhorar a circulação de bola no meio-campo. O Inter conseguia volume e anulava de maneira mais efetiva o ataque do Palmeiras, mas faltava levar mais perigo à meta rival. Com atuação tímida, Jonatan Álvez deixou o gramado para a entrada de Brenner aos 25 minutos. Pouco depois, foi a vez de D’Alessandro ingressar na vaga de Zeca. Voltando de longo período de lesão, o camisa 10 foi a última cartada do treinador colorado em busca da vitória.

O canto da torcida inflamou o time. Aos 32, a melhor chance do Inter no jogo. Nico López mandou escanteio na cabeça de Victor Cuesta, que obrigou Weverton a fazer grande defesa à queima-roupa. Mas não passou disso. Ao final dos 90 minutos, placar zerado no Estádio Beira-Rio.

Agora, o Inter tem a semana de preparação para encarar o Cruzeiro, fora de casa, no próximo domingo, às 19h.

Qual a sua opinião?

Mais em 🇲🇨 Inter