Conecte com a gente

📰 Colunistas

Filipe Moreira: “Em 2019, teremos uma Libertadores do jeito que o Inter gosta de jogar”

Foto: Alexandre Lops/Sport Club Internacional

Campeonatos fáceis nunca fizeram parte da nossa história. Nem regionais, nem nacionais e nem campeonatos internacionais.

A Libertadores tem um gosto especial para nós, colorados. Se trata de uma competição extremamente difícil. Em 2019 não será diferente, já que de cara pegaremos ninguém mais, ninguém menos que o atual campeão River Plate.

E é nos momentos difíceis onde o nosso time cresce. Fomos campeões de duas edições em que pegamos times qualificados no caminho. Isso, sem falar da altitude e de arbitragens que tentavam nos surrupiar pontos por pura incompetência.

O maior torneio sul-americano tem as suas peculiaridades. Jogos em horários complicados, times muitas vezes desconhecidos e que trazem perigo, e toda a tensão da fase de mata-mata. Especialmente para nós, ainda há outra peculiaridade mais íntima: os confrontos contra times brasileiros. Nisso, sempre fomos bem. Até hoje, somos carrascos do São Paulo no cenário continental por toda a história de 2006 e 2010.

Também permanece em nossa retina aquele jogo insano entre Inter x Estudiantes. Quando tudo parecia estar perdido, Andrezinho achou Giuliano no meio da fumaça aos 43 do 2º tempo para carimbar nossa passagem para a semifinal. Aquela Libertadores ainda nos guardava mais emoção e dificuldades. Na final, saímos perdendo as duas partidas contra o Chivas. Mas o espírito aguerrido e vermelho da camisa colorada nos ajudou a virar e garantir mais uma taça no armário.

Poderíamos trazer inúmeras histórias, mas eu volto a repetir: em 2019 teremos uma Libertadores do jeito que o Inter gosta de jogar.

Qual a sua opinião?

Mais em 📰 Colunistas