Conecte com a gente

🗞️ Giovane Santayana

Giovane Santayana: “Seja bem-vindo, professor!”

Âncora do Tá na Súmula escreve carta aberta para Thomas Tuchel, novo técnico do PSG

Alemão foi anunciado através da conta oficial do PSG no Twitter
Foto: Reprodução, Twitter Paris Saint Germain Brasil

O Paris Saint-Germain precisa de você, Thomas Tuchel. Do estilo de jogo implantado naquele Borússia Dortmund campeão da Copa da Alemanha, há menos de um ano atrás. Aquele time com Dembelé, Aubameyang, Reus, Kagawa. Time agressivo, compacto, que chegava à frente e era insinuante. A diferença é que agora, professor, você terá Mbappé, Cavani, Neymar, Di María, Verratti… Andam dizendo por aí, inclusive, que uma de suas obrigações é não deixar Neymar ir. Este é o primeiro passo para o seu sucesso, Thomas Tuchel. E ele ficará.

Com todo respeito ao Borússia Dortmund, mas no papel, o PSG que se desenha para a próxima temporada, sem nenhum desvio de percurso (entenda-se perda de grandes jogadores) acontecer, é bem melhor. É o seu grande desafio na carreira, Tuchel. E você tem o exemplo de Unai Emery para separar erros de acertos. Emery é boa pessoa, bom treinador, mas pecou nos relacionamentos. Errou a mão em momentos decisivos, não soube ser o comandante que precisava nas ‘picuinhas’ de vestiário. Falando nisso, você está entrando em um vestiário difícil, Tuchel, mas nada impossível de lidar.

Eu acredito em você, Thomas Tuchel, e sua capacidade de montar um bom time e manter relacionamento saudável com o grupo de jogadores. Bote em prática o que sabe. Os olhos de Paris e do mundo estarão voltados para o seu trabalho. Acredite no potencial já demonstrado por você próprio! Seja bem-vindo, professor!

Qual a sua opinião?

Mais em 🗞️ Giovane Santayana